CIGANA INTERNA

 

Escolhemos nossos caminhos
Levados por emoções
Baseadas em nossos sentimentos!
Escolhemos nossas vidas e vindas
Reencarnadas no amor!

Assim...Eu...
Escolhi a cigana interna
Dentro de mim!
Enganando meu destino
Fingindo  apenas brincar de amor!

Fugindo da escolha
Do sofrimento e da dor
Não sei abrir meu coração
E depositar nele uma flor...

Mas...Acredite!
A nossa vida é perfeita
Fazendo-nos lembrar fatos
Acontecimentos de um passado
Talvez de outras vidas
E como um filme revivemos
Outros tempos...Outros amores
Que teimamos em vão procurar!

No meu caso...
Minha alma cigana impede-me 
De encontrar!
Minha terra são os sonhos
Meus amores... O sol...A lua
Estrelas cintilantes...

Meus caminhos...A música
Sigo os passos do meu bailar
Em uma noite de luar e
Sobre a fogueira de um coração
A pulsar  acelerado!

Nesta  paixão passageira
Sigo rumo ao arco-íris
No horizonte a me chamar...
Sou cigana...Sou a luz dos teus olhos
Sou sua vida...Seu amor...

Basta apenas me chamar
Que levarei flores ao seu sonhar...
E neles bailarei a canção do teu
Coração...Embalando seu amor
Pisando as rosas da tua alma
Ferindo teu orgulho
Abraçando seu espírito
Armazenando sonhos
Acariciando as dores
Dos amores perdidos...Até
O seu amanhã chegar
Para poder nele  beijos depositar...

Basta apenas você acreditar
Nos sonhos que estão
No seu caminhar...E que são
Necessários realizar...
Um dia então...Encontrará
A cigana dos seus sonhos...Que  entregou
Sem saber...Um coração
Solitário...Apenas sonhador...
Bailando em luas
Transbordante de amor...
Por você!