as vezes

 

 

Às vezes,

Até sinto tuas mãos em meu corpo...

Teus dedos com carinho

Acariciando meus cabelos...

Ouço tua voz em meus ouvidos

Dizendo bem baixinho

O que mais desejo ouvir de você...

Às vezes

Sou capaz de perceber tua presença

O teu abraço apertado cheio de carinho

O calor do teu corpo

Bem colado ao meu...

Às vezes...

Todas as vezes em que me sinto só

Sonho um encontro

Em noite enluarada

Noite de ternura

Que avance a madrugada...

Às vezes...

É essa esperança de mulher apaixonada

Que me alimenta os dias

E me tapa os olhos

Pra que eu não perceba

Que não sou amada!!!

 

Rosalva Rela

27/01/2006

 

 

 

 

 

age="JavaScript"> if (document.all) document.body.style.cssText="border:25 ridge gold"